Dori Caymmi (RJ)

Ensaio Aberto
Segunda - 12/fevereiro - 16h30
Cidade Jazz & Blues

Show
Segunda - 12/fevereiro - 21h
Cidade Jazz & Blues
Ingressos: R$ 40,00 (inteira) | R$ 20,00 (meia)

Show
Quinta - 15/fevereiro - 19h
Cineteatro São Luiz
Ingressos: R$ 30,00 (inteira) | R$ 15,00 (meia)

Um dos maiores mestres da música brasileira aportam no 19º Festival Jazz & Blues. Dori Caymmi destaca a autenticidade da beleza melódica da voz do pai, Dorival Caymmi, a quem se refere o título do novo álbum, “Voz de Mágoa”. As músicas do disco foram compostas em parceria com outro grande mestre, Paulo César Pinheiro.

"Voz de Mágoa" faz alusão ao timbre vocal de Dorival, mas também à mágoa (que vem lá de longe, de Villa-Lobos) de amor por um Brasil recriado todos os dias nas canções, mas que não consegue se traduzir num país mais humano, belo, justo e brasileiro. "Um Brasil que a geração do meu pai me ensinou e prometeu, mas que nunca entregou", ressalta.

Filho da cantora Stella Maris, irmão de Nana e Danilo Caymmi, Dori cresceu numa família musical, desde jovem se dedicando ao estudo de piano, violão e teoria musical, Dori Caymmi também foi influenciado pelos colossais João Gilberto e Tom Jobim, construindo a partir dessa referência uma extensa e belíssima obra. Foi compositor de trilhas sonoras, produtor, arranjador e diretor musical de destaque nos anos 1960 e 1970, e segue como referência na composição popular brasileira. Teve canções gravadas por Elis Regina, Nara Leão, Jair Rodrigues, Sérgio Mendes e recebeu o Grammy Latino de Melhor Canção Brasileira.

No 19º Festival Jazz & Blues, Dori Caymmi apresenta sua forma única de tocar violão com afinações pouco convencionais e harmonias criativas, trazendo nas composições o amor pelo Brasil. Tudo ao lado dos virtuosos Itamar Assiere (piano), Jefferson Lescowich (contrabaixo) e Ricardo Costa (bateria). Uma oportunidade e tanto para o público do evento, que já acolheu em edições anteriores o talento de Danilo Caymmi e agora recebe Dori de braços abertos, para um grande mergulho no melhor da música instrumental brasileira.

Foto: Myriam Vilas Boas