Macaúba do Bandolim (CE) - Homenagem

Show ao Pôr do Sol
Sábado - 10/fevereiro - 17h
Cidade Jazz & Blues

Um verdadeiro mestre da cultura musical do Ceará e do Brasil, José Felipe da Silva, o Macaúba, ganha uma homenagem nesta edição do Festival, em reconhecimento à sua história de virtuosismo no bandolim e à sua inestimável contribuição a várias gerações. São nada menos que 65 anos de dedicação ao instrumento, que aprendeu a tocar sozinho ainda criança e hoje transcende a própria música, sendo reconhecido como um verdadeiro personagem da Fortaleza do passado e do presente, das coisas e dos costumes da vida boêmia e da grande arte do choro.

Autor de composições como os choros “De pai pra filho” e “Entardecendo” e o frevo “Ferro de engomar”, Macaúba viaja nas cordas também por outros gêneros, como a valsa e o mambo. Neste show em que pela primeira vez participa do Festival Jazz & Blues, Macaúba será acompanhado por seu filho Marinaldo (também um virtuoso do bandolim), Ribamar Freire (nome histórico do violão de 7 cordas) e Fernando (pandeiro), todos grandes nomes da cena do choro no Ceará.

Além de músicas de sua autoria, Macaúba apresentará peças como o mambo "Moliendo el café", do venezuelano José Manzo Perrone, e obras dos principais "chorões" brasileiros, como “Santa morena”, “O voo da mosca”, “Noites cariocas”, “Gostosinho”, “Benzinho” e “Assanhado”, de Jacob do Bandolim, seu compositor predileto, “Carinhoso” e “Lamentos”, de Pixinguinha, e o clássico dos clássicos, “Brasileirinho”, de Waldir Azevedo, tocado a quatro mãos por Macaúba e Marinaldo.