Notícias

Rick Estrin (EUA) é atração do Festival Jazz & Blues neste sábado (12) no Teatro do Via Sul

No Sesc Senac Iracema, NICOLAS KRASSIK faz show no domingo neste mesmo espaço


Um espetáculo, em todas as dimensões da palavra, ao som do bom e velho blues. Foi assim em Guaramiranga e deverá ser também na noite deste sábado, 12, a partir das 21h no Teatro do Via Sul Shopping em Fortaleza, como parte da programação do Festival Jazz & Blues 2011. No palco, o gaitista, cantor e compositor californiano Rick Estrin, considerado um dos grandes bluesmen de sua geração. Com dez álbuns lançados pela maior gravadora do gênero nos Estados Unidos, a Alligator Records, a banda “Rick Estrin and The Nightcats” está entre as mais ativas e reconhecidas bandas de blues em todo mundo.

Em Guaramiranga, Rick Estrin mostrou por que segue como um dos nomes mais aclamados pelos blueseiros, desde que recebeu as bênçãos de ninguém menos que Muddy Waters, na Chicago dos anos 70. Em plena forma aos 61 anos, Estrin levou a plateia a aplaudir de pé, em vários momentos, em um show que, pela música em si, já seria impressionante. Mas que, bem à americana, cuida de agregar vários outros elementos, no melhor conceito de “showtime”

Do figurino à malemolência do gaitista no palco, da sonoridade encorpada  da banda com acento próprio à disposição constante de brincar e interagir com o público, Rick e companhia ganharam a plateia desde cedo. São inúmeros os momentos em que o músico incorpora o personagem, entre caras, bocas e, mesmo com um português restrito ao “obrigado”, pedidos para o público vibrar junto.

Nem precisava. Lotada, a Cidade Jazz e Blues – local construído especialmente para receber os shows do Festival na serra - aplaudiu de pé a performance de Estrin e companhia, elegendo, além do gaitista, o guitarrista Chris “Kid” Andersen, norueguês radicado nos Estados Unidos, como o grande destaque da noite. Grandalhão, desajeitado, Andersen roubou a cena tanto pela inventividade e pela energia de seus solos, quanto pelo carisma, reconhecido pelo público. Foram muitos os duos de frases e caretas com Estrin, além de uma brincadeira com o baixista Lorenzo Farrell,em uma troca de instrumentos improvisada. No palco também o baterista J. Hansen.

Texto com base no artigo de Dalwton Moura, jornalista e crítico musical, disponível na íntegra no www.jazzeblues.com.br.

Workshops no SESC SENAC Iracema

Também neste sábado acontece o terceiro e último workshop do Festival Jazz & Blues em Fortaleza. Será com o violinista Nicolas Krassik às 10 horas no SESC SENAC Iracema. O acesso é gratuito, mas quem não quiser ficar de fora, é bom chegar cedo.

Uma aula de Brasil com Nicolas Krassik

No encerramento do Festival Jazz & Blues 2011, domingo, dia 13, às 20h, no SESC SENAC Iracema, o palco é do francês mais brasileiro que já apareceu por aqui nos últimos tempos. O violinista de formação erudita Nicolas Krassik, desde 2001 residindo no Rio de Janeiro, promete repetir o sucesso que fez em sua passagem por Guaramiranga durante o Carnaval, onde, além do show, participou do Café no Tom - o bate-papo musical de fim da tarde com o jornalista Helton Ribeiro - ocasião em que o público não arredou o pé da Praça do Teatro apesar da forte chuva.

Na opinião do jornalista Dalwton Moura, coube ao violinista francês fazer um dos melhores shows do Festival Jazz & Blues na serra de Guaramiranga. Nas palavras do jornalista: Que se ressalte desde sempre: “Esse francês já é brasileiro”. Foi o que disse um espectador, já nas primeiras músicas em que o instrumentista, de português tão perfeito quanto suas incursões pelo baião, pelo samba e, principalmente, pelo choro, colocou de pé o público do festival, em uma apresentação extremamente aplaudida. Com toda a justiça.

Uma releitura suingada e cheia de improviso para Deixa a menina, de Chico Buarque, foi a senha para a plateia perceber o clima da apresentação. A base da tradição chorona, acrescida da inventividade e da disposição criativa de uma geração de músicos que vêm construindo o choro contemporâneo brasileiro, com um esmerado trabalho de arranjos e um resultado que salta aos olhos, também por passar por uma sincera paixão por esse universo musical. Caso de grupos como a Camerata Brasileira e o Tira Poeira.

No show de Nicolas, as improvisações e a reverência à música nordestina ganharam espaço desde a pungente Lamento sertanejo, sertaneja toda na melodia de Krassik ao violino e de Luís Barcelos ao bandolim. Dois grandes instrumentistas que, em constante diálogo no palco, crescem ainda mais.

Mas é no choro que a apresentação de Krassik, trafegando ainda por uma densa releitura de Juízo final se diferencia e arrebata o público. Murmurando, do maestro Fon Fon, simboliza por excelência a contribuição trazida pelo instrumentista ao gênero musical essencialmente brasileiro. A ginga do Mané reforça essa certeza. Mas Krassik, com Nando Duarte ao violão de sete cordas e Carlos César na percuteria, palmilha o forró de Sivuca em Feira de Mangaio e Cheirinho de mulher e pelo suingue de João Bosco em Linha de passe, homenageando o compositor que lhe serviu de cicerone para a música brasileira. Dele, também mostra Corsário, mais comportada no arranjo, mas com improviso igualmente irrequieto.

Passando ainda pelo baião Cordestinos, de sua autoria, Nicolas fechou sua apresentação de forma magistral, com uma releitura igualmente endiabrada  para O casamento da raposa. Forró do francês, mostrando que a música, de fato, subverte estereótipos e limites geográficos. Sorte do público, que ganha nova oportunidade de ouvir Krassik e companhia, agora em Fortaleza.

Crítica de autoria do jornalista Dalwton Moura, publicada no www.jazzeblues.com.br

O Festival Jazz & Blues tem patrocínio da Cagece/Governo do Estado do Ceará, Votorantim Cimentos, Indaiá, BNDES, Banco do Nordeste e Coelce. Parceria: SESC e SEBRAE. Apoio Cultural: Assembleia Legislativa do Ceará, Prefeitura Municipal de Guaramiranga, Governo Federal por meio do Ministério da Cultura (Lei de Incentivo à Cultura). Promoção: Diário do Nordeste. Realização: Via de Comunicação e Cultura.

SERVIÇO

Festival Jazz & Blues 2011 - Fortaleza e Sobral – Até dia 13/03 em Fortaleza no Teatro do Via Sul Shopping (Av. Washington Soares, 4335 - 3° piso - Fortaleza/CE. Tel: 85-3404.4027) e SESC SENAC Iracema (Rua Boris, 90 C – Praia de Iracema - Tel: 85-3452.1242). Info: www.jazzeblues.com.br e 85-3262.7230.

PROGRAMAÇÃO

DIA 12/03

10h - Workshop com Nicolas Krassik (França/ RJ) - SESC SENAC Iracema
Grátis

21h – Rick Estrin (EUA) - Teatro do Via Sul Shopping
R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia).
À venda na bilheteria do teatro e online: www.teatroviasul.com.br e www.jazzeblues.com.br.

DIA 13/03
20h - Show com Nicolas Krassik - SESC SENAC Iracema
R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia).
À venda no local
Vote
1 Votos
 
  Veja todas as notícias
©2000 - 2014 Festival Jazz & Blues - todos os direitos reservados